A vila de Trindade em Paraty oferece ao turistas diversos passeios por suas belas praias. Venha conferir algumas dicas sobre esse lugar.

Esse pedaço de Paraty é uma vila de pescadores que na alta temporada deixa de ser pacata e fica bem agitada com a quantidade de pessoas que vão até lá. E tudo isso por que? Porque Trindade abriga ótimos passeios, praias belíssimas e cachoeiras bem fáceis de chegar.

Essa pequena vila tem seis praias:

A praia Brava, que não é muito conhecida dos turistas. Para chegar nela é preciso caminhar por uma trilha de cerca de 30 minutos. Se você está de ônibus peça para o motorista parar para você na entrada da trilha.

A trilha fica à esquerda de quem está indo para Trindade e não está sinalizada. Podem ter alguns carros parados próximos no acostamento.

Geralmente essa praia, como o nome já diz, tem muitas ondas e por isso, é mais procurada por surfistas. Por ser uma praia muito pouco procurada não oferece infraestrutura para o turista, como bares, restaurantes, ambulantes. Mas pelas fotos que já vi é uma praia muito bonita.

A praia do Cepilho é bem fácil de localizar. É a primeira praia que o turista vê quando está indo para Trindade. Do lado esquerdo está a praia e do direito tem um espaço para as pessoas estacionarem. Também tem muitas ondas.

Quando estava indo para Trindade a faixa de areia nesta praia estava bem estreita e o mar muito revolto. Inclusive havia aviso de proibição de banho.

A praia de Fora é uma continuação da praia do Cepilho. Através dela é possível ir andando até a praia dos Ranchos.

A praia dos Ranchos é aquela mais procurada por turistas devido à sua maior estrutura de bares, por ter um estacionamento bem em frente e porque tem águas mais calmas, sendo muito boa para o banho.

Portanto, na alta temporada essa praia fica lotada, principalmente de pessoas com crianças. No dia em que estive lá a areia estava tomada de guarda-sóis. Não havia um espaço se quer.

praia dos ranchos paraty rio de janeiro
Praia dos Ranchos tomada por guarda-sóis!

Estas são as praias de Trindade que ficam fora do Parque Nacional da Serra da Bocaina. Os demais atrativos ficam dentro do parque e foi para onde eu e minha irmã nos dirigimos.

Por isso, vou falar para vocês mais aqui embaixo sobre as praias do Meio e do Caixa d’Aço (ou Cachadaço como dizem por ai) e a piscina natural do Caixa d’Aço.

Trindade é um dos destinos preferidos dos turistas quando eles chegam em Paraty e esse foi praticamente o único destino que consegui ir quando estive na cidade em 2013 e amei.

Se hospedar em Trindade é uma boa opção?

Apesar de a vila ser pequena ela possui um grande número de opções de hospedagens, sejam pousadas ou campings. Ou seja, existe lugar para ficar para todos os bolsos. Quem opta por se hospedar em Trindade consegue desfrutar com mais calma dos atrativos do lugar: todas as praias, cachoeiras, etc.

Tem gente que divide a hospedagem entre Paraty e a vila de Trindade.

Além disso, o lugar possui um pequeno centro que abriga bons restaurantes e lojas. Desta forma, o turista estará servido de uma boa estrutura se escolher permanecer em Trindade e não em fazer um bate e volta, como eu fiz.

Mas para quem escolhe ficar em Paraty fazer um bate e volta, ou até mais, é muito válido. Dá para apreciar muito bem o lugar.

Como chegar em Trindade passeio

Trindade é uma vila muito acessível e muito procurada pelos turistas e uma das formas mais econômicas e devo dizer, tranquilas, de ir para lá é através do ônibus urbano da viação Colitur. A passagem custa R$ 5,00.

Se para outros destinos existem poucos horários saindo de Paraty, para Trindade há saídas de hora em hora, e para voltar também. Em épocas de alta temporada os ônibus saem lotados para Trindade, então se você quiser esperar o outro horário para ir sentado é melhor desistir.

Para quem opta pelo ônibus e não quer parar na praia Brava, Cepilho e praia de Fora é só seguir até o ponto final. Para voltar é só esperar no mesmo lugar, muito prático.

Daí se você optar pela praia dos Ranchos é só seguir em frente e se optar pelo parque é só ir a direita. Claro, tem placa apontando o caminho.

Para quem está de carro pode se dar ao luxo de ir parando nas praias citadas acima ou então dirigir com paciência pela rua principal de Trindade, que é bem estreita para o movimento todo, e fazer o caminho do ônibus até o ponto final onde há o estacionamento.

Não vi outros estacionamentos na vila, só esse que é controlado pela associação de moradores da vila. Pelo que percebi o pessoal concentra tudo nessa área de maior movimento que é o acesso à praia dos Ranchos e ao parque da Serra da Bocaina.

O estacionamento funciona de 08:00 às 18:00 horas e, em janeiro de 2020, custava R$10,00 para motos, R$ 30,00 para carros e R$ 100,00 para vans.

O Parque Nacional da Serra da Bocaina

Descemos do ônibus e nosso destino era o Parque Nacional da Serra da Bocaina. A entrada é logo ali próximo do ponto final do ônibus, existe uma placa indicativa. Daí é só andar.

Mas devo dizer que diferente de outros parques as distâncias a serem percorridas são bem tranquilas. O lugar mais longe é a piscina natural do Caixa d’Aço que está a 2 kms da entrada, fora que a maior parte das trilhas é plana e tranquila. Tudo isso é informado em uma placa um pouco a frente.

parque nacional da serra da bocaina
Entrada para o Parque Nacional da Serra da Bocaina, bem ao lado do ponto final. Ali na frente já tem a placa com as distâncias dos atrativos.

A primeira praia e a que tem acessibilidade mais fácil é a praia do Meio. A maior parte das pessoas fica ali por ter uma distância de apenas 200 metros da entrada. É uma praia bonita e pareceu bem gostosa de ficar.

Ela é dividida em duas enseadas e no final da segunda enseada, antes da trilha do Caixa d’Aço há um riozinho que desemboca no mar e muita gente aproveita para se refrescar nessa região.

Nesta praia há muitas árvores e, portanto, muita sombra para o turista relaxar. Aliás, esse é um diferencial das praias de Paraty e região, há muita sombra disponível devido à presença dessa vegetação arbórea.

É muito diferente das praias que já estive no Espírito Santo, Bahia e até no Rio de Janeiro. São realmente praias selvagens, com mais natureza.

Também existem algumas barracas e ambulantes vendendo algumas coisas.

trilha praia do meio paraty rio de janeiro
Para chegar a Praia do Meio olha que trilha gostosa de fazer.
praia do meio paraty rio de janeiro
A segunda enseada da Praia do Meio. Essa é a visão que se tem já quando se está iniciando a trilha para a praia do Caixa d’Aço (Cachadaço).

Se você tiver disposição a praia a frente da praia do Meio é a praia do Caixa d’Aço ou Cachadaço, esta é a minha preferida em Trindade. Para chegar nela é preciso percorrer uma trilha de 400 metros.

Para acessar a trilha é preciso atravessar toda a praia do Meio e passar pelo rio. A trilha é feita pela mata, é bem demarcada e tem um nível fácil, mas com alguns altos e baixos. Em mais ou menos 15 minutos você consegue chegar lá. Quando eu estava lá tinha chovido e a trilha estava escorregadia, mesmo assim ela é bem tranquila.

Após percorrer toda a trilha e chegar no Caixa d’Aço nos deparamos com bandeiras indicativas de alto risco para banho. Realmente, a praia estava com bastante onda. Apesar disso, o tempo em que ficamos lá foi muito gostoso. Tomando cuidado deu para aproveitar bastante do mar.

Além de ser uma praia linda e com menos gente o Caixa d’Aço tem campings para hospedagem e alguns restaurantes. É um lugar selvagem mas com boa estrutura para o turista. Há alguns anos não era assim!

Para chegar lá com malas e mochilas os turistas podem alugar o serviço de barco, não sendo necessário percorrer toda a praia do Meio e toda a trilha. Eu vi os serviços de barco saindo da praia dos Ranchos e da praia do Meio.

trilha praia caixa d aço paraty rio de janeiro
A trilha para a praia do Caixa d’Aço. Bem estruturada e fácil da fazer.

Aliás, várias pessoas usam o barco para ir direto para a piscina do Caixa d’Aço. Esse é um dos pontos preferidos dos turistas e meu também.

É uma área cercada de pedras e com águas rasas e transparentes onde é possível observar muitos peixes. Enfim, o lugar é uma delícia. Me apaixonei por ele em 2013, em minha primeira viagem a Paraty. Por tudo isso, em alta temporada é certo que estará cheio de gente.

O acesso mais comum para as piscinas do Caixa d’Aço se dá por uma trilha de cerca de 1 km, a partir da praia do Caixa d’Aço, localizada na outra extremidade desta praia.

A trilha é bem parecida com a trilha percorrida até a praia do Caixa d’Aço, é bem demarcada e tem nível fácil.

No meu caso a piscina natural ficou só na lembrança mesmo. O mar estava tão revolto que batia forte nas pedras e transformou as águas calmas e rasas em águas mexidas e o ambiente um pouco perigoso.

Não cheguei nem a ir lá mas iniciei a trilha e só esse início não foi fácil de fazer porque a maré estava cheia e todos tínhamos que atravessar pelas pedras mais altas. Nesse processo pessoas que tinham ido para a piscina estavam voltando e relatando que o ambiente lá não estava bom.

Infelizmente o mar não estava ajudando neste janeiro!

praia do caixa d’aço trindade paraty rio de janeiro
Por que a praia do Caixa d’Aço é a minha preferida em Trindade? Porque está rodeada de natureza, lindo demais.

O último atrativo do Parque da Bocaina é a Pedra que Engole.

Para chegar até lá é só percorrer uma trilha de 1 km em meio à mata e pronto, vai se deparar com diversos poços para banho e a pedra que engole, que nada mais é que uma formação de rochas em que a pessoa entra de um lado e sai pelo outro.

Porém, nesse caminho ela fica em um espaço entre as pedras, bem tranquila, sã e salva e depois escorrega novamente logo embaixo. Devo dizer que só sei isso porque meus amigos que entraram me contaram. Eu não tive coragem.

Também só tive acesso a esse lugar em 2013. Nesta última viagem não cheguei a ir lá. Porém, para os amantes de água doce e cachoeira é uma boa pedida. A trilha é tranquila de fazer. Lembro que em 2013 o tempo estava chuvoso e mesmo assim a fizemos em cerca de 30 minutos.

É por tudo isso que Trindade é um lugar que vale muito a visita. Nem que seja para um bate e volta como eu fiz.

Confira outros passeios na região de Paraty em nossos outros posts:

E aí? Gostou das nossas dicas sobre mais essa viagem legal para fazer?
Deixe seu comentário ou dúvida aqui embaixo, que ficaremos felizes em ver seu comentário.


0 comentário

Deixe um comentário, ficaremos felizes em responder