O que fazer em Ouro Preto? Se você adora uma trilha e contato com a natureza vai adorar o Parque Natural Municipal das Andorinhas. Veja nesse post.

Em 2018 nós fizemos a trilha até o pico do Itacolomi e em 2019 descobrimos que bem perto da cidade existe uma área com cachoeiras, poço para banho, área de churrasqueira. Não deu outra, tivemos que ir até lá.

Este é bem um daqueles passeios fora do comum de Ouro Preto. O parque se encontra em uma área muito diferente da cidade e que nunca tínhamos ido: o Morro São Sebastião e o Morro da Queimada e alguns outros.

Aliás, se você tiver tempo e energia vale a pena dar uma volta por esses bairros onde é possível encontrar as capelas de Sant’Ana e de São João, esta última a mais antiga de Ouro Preto, e mais algumas outras coisas da história da cidade.

No “Morro da Queimada” também pode-se encontrar o um sítio arqueológico que contem vestígios de residências e de serviços de mineração dos séculos 18 e 19.

Desta forma, bater perna por essa região tão pouco conhecida dos turistas é um programa fora do comum em Ouro Preto e que possui tanta história quanto o próprio Centro Histórico.

Infelizmente não conseguimos tempo para isso, mas ficamos curiosos com os bairros daquela região, afinal Ouro Preto não se resume somente a área central e explorar essas partes pouco faladas é algo que foi muito surpreendente para nós.

O Parque das Andorinhas é desconhecido dos turistas, mas bem conhecido entre os moradores. Quando o clima fica quente a população corre para lá para se refrescar.

Como chegar ao Parque das Andorinhas

Existem três formas de chegar no Parque das Andorinhas: a pé, de moto e de carro. A nossa opção, claro, foi a pé. Ou seja, não é porque você está sem condução que precisa se privar dos passeios.

Bom, de carro é mais fácil utilizar o caminho pelo caminho do “Morro da Queimada” já que a estrada pelo Morro São Sebastião está bem precária, com buracos e mato em varias partes.

Lembrando que o caminho até o parque é feito em boa parte por estrada de chão. Pelo Morro São Sebastião é possível ir de moto, mas eu também recomendaria a via pelo Morro da Queimada.

Para quem está a pé a melhor opção é pegar um táxi para te levar até o alto do morro. Outra opção mais econômica é ir de ônibus urbano. A tarifa custa R$ 3,20 e dura em torno de 40 minutos. A empresa é a Transcotta e a linha Cooperouro X Morro São Sebastião.

Nós preferimos ir de táxi e fomos até a estação de trens onde conseguimos um por R$ 30,00. O motorista não quis nos levar até o parque propriamente dito (ele realmente não queria colocar o carro dele na estrada de chão), mas nos levou até o Morro São Sebastião e isso já é um caminho e tanto.

O taxista nos perguntou se queríamos ir pelo Morro São Sebastião ou pelo Morro da Queimada. Nós não sabíamos responder e ele nos disse que pelo primeiro não teríamos subida e caminharíamos somente 1 Km.

Não temos como dizer se ele estava certo. Olhando o caminho pelo Google não consegui ver muita diferença no percurso e, além disso, a trilha que fizemos tinha mais de 1 Km! É o típico logo ali de mineiro.

Pois bem, fomos de táxi até o alto do Morro São Sebastião. O taxista nos deixou na pracinha do bairro e nos deu as instruções da trilha do parque. Realmente não foi nada difícil.

Do lado da praça, na esquina tem as placas indicando as direções das capelas de Sant’Ana e de São João e a Cachoeira das Andorinhas. É só seguir nesta direção.

O calçamento logo acaba e começa a estrada de terra. É só ir em frente sem erro!

Cachoeira das Andorinhas em Ouro Preto MG
Placa em frente a pracinha do Morro São Sebastião mostrando as direções do Moinho de Vento, Morro da Queimada, Capelas de São João e Sant’Ana e do outro lado a Cachoeira das Andorinhas, no Parque Municipal.
Trilha para o Parque das Andorinhas estrada de chão em Ouro Preto MG
Início da trilha para o Parque das Andorinhas. Estrada de chão, é só seguir.
Placa indicando Parque das Andorinhas em Ouro Preto MG
Se você tiver dúvidas no começo da trilha já é fácil ver que o caminho é esse mesmo

Medimos o caminho e fizemos 1,8 km até a área das churrasqueiras. Levamos em torno de 30 minutos para realizar este percurso. Quando chegamos fomos surpreendidos pela quantidade de gente no lugar. A todo momento chegava mais um carro com pessoas no local.

Trilha para o Parque das Andorinhas em Ouro Preto MG
A trilha tem algumas partes ruins, mas é bem tranquila em sua maior parte.
Áreas de churrasqueiras no Parque das Andorinhas em Ouro Preto MG
De longe conseguimos avistar a área das churrasqueiras. Ufa, estávamos chegando. É preciso chegar cedo para pegar a sua churrasqueira. Essa é uma área concorrida
Avisos nas churrasqueiras no Parque das Andorinhas em Ouro Preto MG
Logo na entrada os avisos necessários
Chegada de carros no parque das andorinhas em ouro preto mg
Pessoal chegando de carro pela estrada do Morro da Queimada

A estrutura do Parque Natural das Andorinhas em Ouro Preto

A estrutura do Parque das Andorinhas foi algo que também nos surpreendeu. Apesar de estar um pouco abandonado o parque ainda é bem organizado.

Existem áreas cobertas para churrasqueira, uma grande área de estacionamento, um prédio da administração onde existem banheiros e uma lanchonete.

Esta não muito boa, mas salva naquela fome gigante de quando você volta dos atrativos.

Outra coisa super bacana a ser destacada é o nível de informação. Existem placas informativas sobre as trilhas que possuem: o tamanho do percurso, o nível de dificuldade de cada uma e são separadas por cores. Daí é só escolher uma trilha e seguir as setas indicativas.

Lá também havia um bombeiro para atuar em qualquer emergência e ajudar na segurança das pessoas.

Mapa informativo das atrações do Parque das Andorinhas
Mapa informativo das atrações do Parque das Andorinhas
Placas indicando as trilhas no parque das andorinhas em ouro preto mg
Placas indicando as trilhas
Demarcações das trilhas no parque das andorinhas em ouro preto mg
Demarcações das trilhas

O Parque das Andorinhas tem 9 atrativos entre cachoeiras, mirantes e área de escalada. Você pode ter mais informações sobre os atrativos e sobre o parque em si no site: https://parquedasandorinhas.ouropreto.mg.gov.br/

A maioria das atrações é de nível bem fácil, ou seja, este é um lugar muito bom para levar crianças, inclusive um dos poços é chamado de Poço das Crianças – que acho que é o poço chamado de poço das churrasqueiras no endereço que passei ai em cima.

Passamos por ele, fomos até o mirante da pedra do Jacaré e chegamos próximos à Cachoeira das Andorinhas. Não fomos nesta cachoeira porque havia um grupo de pessoas com um cachorro atrapalhando o caminho para ela.

Decidimos ir no Poço da Folhinha que tem nível difícil, mas nem é tão difícil assim. Eu tinha visto uma foto deste poço e tinha achado super legal. Sendo assim, resolvemos deixar a cachoeira dos Pelados e o mirante do Véu da Noiva para depois, quando voltássemos.

Trilha de nível fácil para a Cachoeira das Andorinhas e Mirante do Jacaré no parque das andorinhas em ouro preto mg
Trilha de nível fácil para a Cachoeira das Andorinhas e Mirante do Jacaré
Mais da trilha para a Cachoeira das Andorinhas e Mirante do Jacaré
Mais da trilha
A pedra do Jacaré no parque das andorinhas em ouro preto mg
A pedra do Jacaré no Parque Natural Municipal das Andorinhas em Ouro Preto
Mirante da Pedra do Jacaré
Mirante da Pedra do Jacaré

No calor que estava a trilha foi um pouco puxada. Andamos bastante e parecia que nunca chegava.

Ir com calçado apropriado para esta trilha é muito importante, já que em algumas partes tem subidas e descidas com muitas pedras e voçorocas. Além disso, é uma área natural e animais silvestres podem aparecer.

Trilha para o Poço da Folhinha no Parque das Andorinhas em Ouro Preto MG
Uma parte da trilha para o Poço da Folhinha

Vimos uma mulher que estava de chinelo e estava sofrendo muito para fazer o caminho.

Mas a caminhada compensa. O poço é grande e muito bonito e havia muitas pessoas lá, porém tem espaço para todo mundo. Ficamos lá por uma hora quando percorremos a trilha de volta. Devo dizer que realmente a volta foi bem mais tranquila. Afinal, na ida estávamos cansados do caminho até o parque.

O Poço da Folhinha no Parque das Andorinhas em Ouro Preto MG
O Poço da Folhinha
Poço da Folhinha no Andorinhas em Ouro Preto MG
Mais do Poço da Folhinha no Parque Natural Municipal das Andorinhas em Ouro Preto

Ao chegarmos na área de recepção de turistas desistimos de ir em outros atrativos e resolvemos começar o caminho de volta para o Morro São Sebastião para que pudéssemos descê-lo ainda de dia.

Fizemos todo aquele caminho de estrada de chão de novo. Quando chegamos na pracinha, aquela de onde partimos para o parque, descansamos um pouco e resolvemos descer o morro também a pé, afinal, para baixo todo santo ajuda né. Só que não! A descida foi bem dolorida!

O Morro São Sebastião é um local conhecido pelas indicações para ver o pôr-do-sol. De certo quando estávamos subindo o morro de carro vimos um mirante, era o mirante do Morro São Sebastião. É ali que as pessoas veem o pôr-do-sol.

Vista de Ouro Preto no mirante do Morro São Sebastião
Vista da cidade de Ouro Preto do mirante do Morro São Sebastião

Nas outras ocasiões nunca conseguimos fazer isso e nunca soubemos onde era o morro e o seu respectivo mirante. Paramos ali para descansar e também admirar o sol se pondo. Realmente vale a pena ir até lá.

Se você está no centro histórico e ainda tem energia pode chegar lá a pé, são em torno de 500 metros saindo da igreja de Nossa Senhora das Mercês, aquela que fica colada no Museu da Ciência e Técnica. É só pegar a Rua Henrique Goerceix e subir.

Você pode conferir nossa viagem completa a Ouro Preto em 2019, juntamente com detalhamento de todos os nossos gastos.

E aí? Gostou das nossas dicas sobre mais esse lugar legal para visitar?
Deixe seu comentário aqui embaixo, que ficaremos felizes em lhe responder.


0 comentário

Deixe um comentário, ficaremos felizes em responder