Vai passar alguns dias em Ouro Preto? Veja algumas dicas de turismo aproveitar 4 dias nesta cidade histórica de Minas Gerais!

Sim, nós amamos Ouro Preto! E depois de um ano após aproveitarmos um feriado na cidade (como você pode conferir nosso outro post o que fazer durante um feriado em Ouro Preto, MG) e passarmos mais algumas vezes rapidamente por lá, resolvemos voltar e curtir quatro dias de folga do trabalho no inverno ouropretano e fazermos coisas que não conseguimos fazer quando estivemos lá a primeira vez.

Hospedagem em Ouro Preto em alta temporada

Teríamos de quinta a domingo em Ouro Preto, bem no meio do mês de julho, e como nossa decisão de ir foi um pouco em cima da hora as hospedagens na cidade já estavam no fim.

No Booking, o site que sempre reservamos, restavam somente algumas que, ou se situavam longe do Centro Histórico, ou eram bastante caras.

Afinal, julho é período de férias escolares. O que não sabíamos é que nessa época também estava ocorrendo o Festival de Inverno da UFOP que atrai muita gente para Ouro Preto.

Nesta procura por uma hospedagem me ocorreu a ideia de verificar se algumas pousadas possuíam site próprio e ver se ainda havia disponibilidade, dado que muitas delas anunciam somente alguns quartos no Booking e outros sites.

Procurei pela pousada Vila Rica, a mesma que nos hospedamos em 2017 e que havíamos gostado muito de ficar por todo o custo benefício.

Pois bem, a Vila Rica tinha site próprio (https://www.pousadavilarica.com/) e restavam ainda alguns poucos quartos. Escolhemos a opção de quarto duplo com diária de R$ 130,00.

Ouro Preto lotada! Uma confusão de carros pelas ruas estreitas.

Ao chegar à cidade fomos recebidos novamente pelo Aldo com toda sua simpatia. Deixamos nossas coisas no quarto e o carro no estacionamento. Nesta época um local com estacionamento é primordial, porque estacionar na rua fica muito difícil.

Nunca vimos a cidade tão cheia, mais que no feriado de 2017! O Aldo nos explicou justamente que era porque se tratava de período de férias e estava ocorrendo o Festival de Inverno.

Desta forma, ir para Ouro Preto sem ter uma hospedagem já reservada em um período assim não é uma boa escolha. Quando já estávamos indo levar o carro para o estacionamento, uma pessoa veio perguntar ao Aldo se havia lugar na Vila Rica e ele disse que não, e como opção deu o nome de outra ali perto. Porém, o homem disse que ali já estava lotado também.

Ao longo dos dias em que ficamos lá vimos varias pessoas entrando nas pousadas e hotéis procurando por vaga, mas não encontravam.

O Museu de Ciência e Técnica da UFOP

Deixamos a pousada e fomos correndo para o Museu da Ciência e Técnica da UFOP, que fica na Praça Tiradentes, bem do lado oposto ao Museu da Inconfidência. A entrada custa R$ 10,00, meia para estudante e professor.

A entrada do Museu de Ciência e Técnica, tem uma visão linda da praça Tiradentes

O museu fica aberto até às 17:00 horas e como chegamos tarde em Ouro Preto não podemos nem comer alguma coisa para podermos ir para lá, já que nos outros dias tínhamos outras programações.

Começamos nosso passeio pelo museu às 15:00 horas e ficamos lá até praticamente fechar. É um passeio que vale a pena. Diferente de tudo o que estamos acostumados quando se pensa em uma cidade histórica.

Apesar de se chamar Museu de Ciência e Técnica, ele também é conhecido como Museu de Mineralogia por apresentar uma coleção imensa sobre minerais e as etapas da mineração e, para mim, foi a parte mais legal do passeio.

No interior do Museu de Ciência e Técnica de Ouro Preto.
Exposição de minerais no interior do Museu de Ciência e Técnica de Ouro Preto.

Onde comer…

Mais a noite, depois de descansados, saímos para “bater perna” pela cidade, uma das nossas partes favoritas quando estamos em Ouro Preto!

Quando a fome apertou entramos no restaurante que estava mais acessível no momento, o Caldos de Minas. Ele se situa na Praça Tiradentes, no caminho para o Museu da Inconfidência.

Comemos uma pizza lá e estava bem saborosa. É uma boa alternativa aos restaurantes famosos da cidade que costumam ficar cheios e até com fila na porta.

Restaurante Caldos de Minas…Uma boa pizza.

Trilha até o Pico do Itacolomi

Na sexta-feira acordamos cedo – não tão cedo quanto deveríamos – tomamos café, passamos em um supermercado para comprar coisas para comer e partimos para nossa programação do dia: o Parque Estadual do Itacolomi. Uma programação um pouco diferente em se tratando do que todas as pessoas fazem normalmente em Ouro Preto.

Nossa visita ao Parque e todos os detalhes de nosso percurso até o Pico do Itacolomi podem ser vistos aqui.

Após caminharmos 12 Km, 6 de ida e 6 de volta, voltamos para a pousada igual zumbis do The Walking Dead! Tomamos um banho e descansamos um bom tempo.

Refeitos da nossa aventura até o ponto mais alto de Ouro Preto saímos para comer alguma coisa, já que passamos o dia à base de biscoito e salgadinhos, estávamos famintos.

Nosso restaurante favorito

Fomos ao restaurante do Hotel Toffolo! Falamos dele no último tópico da nossa primeira estadia em Ouro Preto. O restaurante é uma ótima alternativa para quem não consegue lugar no O Passo Pizzajazz, que fica bem ao lado e é muito citado nos blogs e sites relacionados à cidade.

Em nosso caso pensamos logo no Toffolo porque gostamos muito dele em 2017 e ainda vimos uma fila grande para entrar no O Passo.

Após um ano o restaurante continuava aconchegante, lindo e com ótimo atendimento e boa comida. Diferentemente do estabelecimento ao lado não é muito badalado e, portanto, sempre há mesas sobrando.

Interior do restaurante do Hotel Tóffolo.

Pedimos uma porção que atendia bem umas 3 ou quatro pessoas, dependendo da fome de cada um. Como estávamos cada um com uma fome gigantesca comemos os dois a porção. Também pedimos uma cerveja artesanal e uma água. Tudo isso adicionado com os 10% ficou em R$ 87,89.

Uma ótima refeição.

Saímos dali e fomos percorrer as ladeiras ouropretanas. Em algum momento ouvimos um som maneiro e vimos um público grande. Era o Festival de Inverno na Praça da UFOP! Já ia começar um novo show e ficamos ali aproveitando.

O festival tem diversas atrações espalhadas pela cidade desde o período da manhã até bem tarde da noite. Algumas delas grátis e outras não. Neste dia vimos o show da banda Francisco, El Hombre que acabou em torno de meia-noite. Depois dos shows na praça sempre tem outros pagos no Centro de Convenções da universidade, bem em frente.

Passeio em Lavras Novas

No sábado nossa programação era ir à Lavras Novas, distrito de Ouro Preto. Ficamos muito curiosos para conhecer esse lugar tão citado nos blogs e você pode ser conferir essa pequena viagem com todos os detalhes aqui: Um bate volta até Lavras Novas.

Enfim, conhecendo a Cervejaria Ouropretana

Voltamos de Lavras Novas, tomamos um banho rápido e partimos a pé mesmo até a Loja da Fábrica da Cervejaria Ouropretana. O lugar não era muito longe e optamos por ir à pé para conhecer uma parte da cidade que ainda não tínhamos passado: o bairro do Pilar, ali onde está a igreja do Pilar, uma das mais icônicas e grandiosas de Ouro Preto.

Demos sorte por ser sábado a noite e ela estar aberta para uma missa, por isso, podemos entrar rapidamente.

Passada a igreja e alguns casarios, continuamos nosso caminho até a cervejaria.

Chegamos lá em torno de 19:10 horas, talvez um pouco mais. Tentamos ir o mais rápido possível porque no site dizia que abria de terça a sábado entre 15 e 21 horas. Ao chegar lá demos de cara com o lugar lotado, sem uma mesa disponível. Decepção total!

Tinha mais uma pessoa esperando antes de nós, e assim falamos com o garçom e demos nosso nome que ia ser chamado à medida que as mesas fossem sendo liberadas.

Em mais ou menos 20 minutos uma mesa liberou para nós e conseguimos aproveitar daquele espaço que estávamos loucos para conhecer.

A loja da cervejaria é um espaço muito legal, bom de se estar. O cardápio possui coisas simples, mas com um toque sofisticado. Tudo parece bem gostoso. Para começar pedimos uma tábua degustação de cervejas onde podíamos escolher cinco daquelas que estavam no cardápio.

Uma linda tábua de degustação na cervejaria Ouropretana.

Ficamos ali até pouco mais de 21:00 horas e não vimos menção de que estava próximo de fechar. Talvez porque era sábado!

De qualquer forma, não ficaríamos muito mais porque ainda iriamos ao show do festival de inverno que começaria em torno de 22:30 horas.

O legal da loja da cervejaria é que você ainda tem a comodidade de poder comprar alguns produtos como cerveja e outros itens da Ouropretana. No nosso caso, ficamos com duas cervejas.

Com isso, nossa conta ficou em R$ 101,95, o que não é ruim visto que comemos um sanduíche cada um, degustamos uma tábua com cinco cervejas, tomamos mais um chop e compramos cervejas.

No caminho para a pousada para deixarmos as nossas cervejas por lá paramos num café na rua Conde de Bodadela, o Cacau Imperial, para uma sobremesa. Eu queria porque queria parar naquele lugar para comer alguma coisa, mas ainda não tinha dado tempo.

Tinha passado por ali e visto aquele café que não havia em 2017 e achei charmosíssimo.

Pois bem, passada a vontade da sobremesa seguimos para a pousada e depois para o show aproveitar o penúltimo dia de festival de inverno.

No domingo após o almoço demos uma passada na feira de pedra sabão e seguimos viagem de volta para casa com a sensação de que com certeza voltaremos a Ouro Preto novamente.

Feira de pedra sabão da cidade com peças maravilhosas.

Abaixo você conferir uma tabela com todos os nossos gastos em Ouro Preto em julho de 2018.

PLANILHA DE CUSTOS DA VIAGEM – 19/07 A 22/07/2018
GastosValor (R$) – BRL
Reserva na Pousada Vila Rica – 3 diárias390,00
Museu da Ciência e Técnica20,00
Parque Estadual do Itacolomi40,00
Gasolina (Baixo Guandu – R$ 4,40)120,00
Gasolina (Ipatinga – R$ 4,89)100,00
Gasolina (Ouro Preto – R$ 4,92)50,00
Gasolina (Mariana – R$ 4,89)100,00
Gasolina (Naque – R$ 4,89)50,00
Gasolina (Resplendor – R$ 4,90)40,00
Sanduíche no Subway35,50
Pizza no Restaurante Caldos de Minas70,00
Supermercado em Ouro Preto – Biscoitos15,95
Porção no restaurante do Hotel Toffolo87,89
Sucos no restaurante Cantinho de Minas12,00
Refeição no Toca do Tatu62,75
Cervejaria Ouropretana101,95
Sobremesa no Cacau Imperial Café39,90
Sanduíches no Subway23,50
Trufas na Cafeteria Chocolates Ouro Preto8,00
Café no Shopping em Ipatinga18,00
Sobremesa no Shopping em Ipatinga5,00
Total de gastos do casal1.390,44


0 comentário

Deixe um comentário, ficaremos felizes em responder